Mudanças dos anúncios no iOS: O que você precisa saber?

Mudanças dos anúncios no iOS 14: O que você precisa saber?

Você já deve ter notado as mudanças dos anúncios no iOS.

Se você está fazendo anúncios no Facebook, certamente está ciente de que a Apple divulgou no final de 2020 mudanças em seu sistema operacional iOS 14 (especialmente com a atualização do iOS 14.3) que terão um impacto muito significativo em todas as empresas que anunciam no Facebook e Instagram.

iOS 14

Os mais afetados serão aqueles que usam eventos de conversão de pixel do Facebook em seu site (provavelmente você!) E, ainda mais, aqueles que promovem aplicativos móveis com campanhas de instalação de aplicativos.

A Apple agora exige que todos os aplicativos disponíveis em sua AppStore enviem aos usuários de aplicativos uma solicitação de consentimento para coletar seus dados com a finalidade de veicular anúncios personalizados.

Podemos esperar que, diante desta escolha, muitos usuários se recusem a ser rastreados, principalmente com um aplicativo como o Facebook que não tem a melhor reputação em termos de coleta e rastreamento de dados.

O que tornará mais difícil para os anunciantes.

Você pode ver uma queda significativa no número de conversões registradas em suas campanhas e uma diminuição na eficácia de seus anúncios em geral.

As mudanças dos anúncios no iOS e atualização 14.3

Além de novos recursos como o formato de foto personalizável Apple ProRAW, suporte para AirPods Max ou o serviço de assinatura de fitness Fitness +, a Apple introduziu no iOS 14.3 uma nova seção de informações de privacidade na AppStore, chamada AppTrackingTransparency.

Na verdade, por anos a Apple atribuiu um identificador exclusivo a seus telefones (o IDFA), que permite rastrear o que você faz no iPhone.

Com esta nova estrutura AppTrackingTransparency, um aplicativo que gostaria de usar esse identificador exclusivo para rastrear o que você está fazendo no seu iPhone terá que pedir sua permissão para fazer isso.

Isso dará duas obrigações aos aplicativos móveis:

1º Os desenvolvedores de aplicativos deverão fornecer informações detalhadas sobre os dados pessoais que podem coletar sobre seus usuários.

2º Aplicativos móveis (como Facebook e Instagram) precisarão obter o consentimento de seus usuários para serem capazes de rastreá-los como fizeram até agora.

Como os anunciantes serão afetados pelo iOS 14.3

Aqui está novamente como os anunciantes serão afetados:

  • Menos coleta de dados – segmentação menos relevante
  • Sem visibilidade em conversões da web ou em aplicativos para usuários de iPhone – resultados de campanha incompletos que, portanto, parecerão piores do que realmente são
  • Menos conversões registradas ⇒ pior otimização de campanhas
  • Menos sinais de pré-compra rastreados ⇒ redução no tamanho dos públicos de retargeting

iOS 14

Dito isso, é muito difícil saber exatamente o escopo dessas mudanças antes que tudo seja eficaz, porque há muitas incógnitas:

  • Quantas pessoas optarão por sair quando o Facebook perguntar se elas concordam em ser rastreadas?
  • Como nosso público / segmentação será afetado?
  • Como os relatórios e a otimização serão afetados?
  • O que muda nossa forma de trabalhar, nossos hábitos publicitários e nossos processos?
  • Nossos anúncios serão menos eficazes?

Saberemos mais nos próximos meses. O que precisamos, de fato, ter em mente aqui no Brasil, é que a maioria dos usuários das redes sociais possuem Android.

Portanto, o impacto será pouco ou quase nada sentido nos anúncios.

A decisão da Apple de incorporar esse recurso de rastreamento limitado para publicidade em sua atualização do iOS 14 ressoa com desenvolvimentos e controvérsias relacionadas a geolocalização e SDKs de publicidade (Software Development Kit).

Integrados a aplicativos móveis, esses snippets de código também permitem a transmissão de dados pessoais e geolocalização. E isso, sem que o usuário tenha plena consciência de que seus dados são vendidos a terceiros.

Anúncios do Facebook: consequências e contramedidas

Para a Apple, portanto, é uma questão de combinar o iOS 14 e a publicidade em todos os momentos para respeitar a privacidade dos usuários.

Mas para o Facebook, essa mudança é vista como uma mudança na capacidade dos anunciantes de fornecer publicidade direcionada.

Devido, em parte, aos muitos usuários do iOS 14 que deixarão de dar sua autorização para a coleta e compartilhamento de determinados dados e sua geolocalização.

Nesse sentido, o aplicativo do Facebook está sujeito, como todos os outros da App Store, a enviar um prompt aos usuários do iOS 14, de acordo com o framework AppTrackingTransparency da Apple.

A rede social antecipa uma queda no número de conversões registradas.

Mas também uma coleta atrasada e / ou restrita de estatísticas que passam pela API Apple SKAdNetwork, para celulares e sites.

Ao mesmo tempo, o Facebook fornece uma série de limitações à criação de anúncios.

iOS 14: quais são as iniciativas a serem tomadas?

Na página de ajuda ao negócio, atualizada regularmente pelo Facebook, é detalhado um conjunto de ações para dar continuidade à divulgação das campanhas dedicadas aos dispositivos iOS 14 e medir o seu desempenho. Entre eles, citaremos:

Novas atualizações para baixar agora. Por exemplo, a versão 8.1 do Facebook SDK para iOS 14. A criação de campanhas de instalação de aplicativos dedicados ao iOS 14: para cada aplicativo, uma única conta de publicidade e um número de campanhas simultâneas limitado a nove.

No caso de eventos de conversão no site da sua empresa, e se você usar um pixel e / ou outras ferramentas do Facebook, considere redefinir o número de eventos de conversão por domínio (máximo de oito). Bem como para verificar o seu domínio.

iOS 14

Google Ads: adaptação às mudanças no iOS 14

O Google apreendeu com mais calma do que o Facebook as mudanças iniciadas pela atualização do iOS 14 da Apple. Por um lado, a empresa atualiza regularmente sua Central de Ajuda da AdMob.

Por outro lado, ela anunciou a continuação da coleta de IDFA para usuários do iOS 14 que decidirem permitir o compartilhamento e a coleta de seus dados.

Como? ”Ou“ O quê? Por meio do AppTrackingTransparency da Apple, é claro. Mas também pelo próprio sistema operacional do Google. Porém, é importante ressaltar que isso não impedirá certas restrições.

Em particular, em termos de vários recursos de segmentação e medição de desempenho para as campanhas que os anunciantes executarão em dispositivos iOS 14 por meio do Google Ads.

Mudanças dos anúncios no iOS e no Facebook

De acordo com um webinar reservado para agências parceiras do Facebook no início de janeiro, essas são as informações de uma recapitulação do que está mudando.

Limite de eventos

Haverá um limite de 8 eventos de conversão por domínio. Este limite inclui todos os eventos padrão, eventos personalizados ou conversões personalizadas configuradas em seu gerenciador.

Esses 8 eventos serão escolhidos automaticamente pelo Facebook em ordem de prioridade no início de 2021.

Após esta configuração inicial (automática, portanto) e uma vez que o Facebook implementou a estrutura AppTrackingTransparency da Apple, você pode modificar esta configuração e escolher quais 8 eventos devem ser rastreados.

Os conjuntos de anúncios que otimizam para eventos além dos 8 priorizados serão pausados, de acordo com as mudanças dos anúncios no iOS.

Finalmente, se um usuário disparar vários eventos (por exemplo, um ViewContent, um AddToCart e um Purchase), apenas o evento com o nível mais alto de prioridade será relatado pelo pixel.

Gestão de eventos

A medição agregada de eventos no Facebook mede os eventos da web registrados em dispositivos iOS 14.

iOS 14

Medição de desempenho e relatórios

Não haverá mais relatórios aos 28 dias pós-clique, 28 dias pós-visualização e 7 dias pós-visualização.

O Facebook usará modelos estatísticos para compensar a falta de dados dos usuários do iOS 14 (isso será especificado quando um indicador for calculado dessa forma).

A seleção de uma janela de atribuição no nível da conta do anúncio será substituída pelas configurações de atribuição no nível do conjunto de anúncios (provavelmente 7 dias pós-clique e 1 dia pós-visualização por padrão), de modo que as conversões calculadas pelo Facebook sejam as mesmas usadas para a otimização de um conjunto.

Ações a serem tomadas do seu lado

Finalmente chegamos à parte mais importante deste tópico: o que você precisa levar para estar pronto quando a Apple apertar o botão.

Vou distinguir aqui entre os anunciantes que fazem campanhas na web e aqueles que fazem campanhas de aplicativos.

Se você usar eventos de conversão de pixel Facebook em seu site

Verifique seu nome de domínio (especialmente se você usar um pixel em vários gerentes de negócios ou se tiver uma conta de publicidade pessoal).

É necessário apenas verificar o eTLD + 1 (domínio de primeiro nível efetivo mais um).

Decida quais 8 eventos de conversão você usará agora (se estiver usando atualmente mais de 8 eventos). Não há mudanças a serem feitas na configuração de seu pixel em seu site ou em sua API de conversão, a seleção será feita apenas no gerenciador de eventos.

Você poderá alterar sua seleção de eventos de conversão no Gerenciador de eventos do Facebook depois que o Facebook implementar a estrutura AppTrackingTransparency da Apple.

  • Facebook: “Recomendamos que você identifique os oito eventos de conversão mais importantes para os resultados de seu negócio e avalie se mudanças precisam ser feitas em sua campanha ou estratégia de medição.
  • Pode ser necessário otimizar seus anúncios para metas de parte superior do funil, como número de visualizações da página de destino e cliques em links. ”
  • Relatórios: comece agora a usar apenas a janela de atribuição de 1 ou 7 dias, exporte seus dados históricos com as janelas de conversão de 1, 7 e 28 dias e calcule seu multiplicador entre as conversões de 7 dias e 28 dias .
  • Regras automáticas: reconfigure as regras que usam uma janela de atribuição de 28 dias, caso contrário, elas não serão mais válidas.
  • Anúncios dinâmicos: nenhuma mudança significativa em relação ao redirecionamento .
  • O Facebook recomenda verificar os URLs de domínio de seus produtos e não usar URLs que redirecionem as pessoas que clicam em seus anúncios para outros domínios + use apenas 1 pixel por catálogo de produtos.

Se você tem um aplicativo móvel em sua empresa e usa Facebook Ads para impulsionar as instalações da App Store e as conversões no aplicativo.

Primeiro, atualize para a versão 8.1 (ou posterior) do Facebook SDK para iOS para garantir o suporte para iOS 14. Também recomendo este recurso.

Você pode fazer isso a partir do Event Manager, desde que seja um administrador do aplicativo.

Em seguida, você precisará criar campanhas de instalação de aplicativos separadas para iOS 14 e cumprir as seguintes restrições:

iOS 14

  • Seu aplicativo só pode ser associado a uma conta de publicidade.
  • Cada aplicativo é limitado a 9 campanhas iOS 14 ao mesmo tempo.
  • Cada campanha é limitada a cinco conjuntos de anúncios usando o mesmo tipo de otimização.

A única opção de compra disponível é o leilão, e a compra repetida não está disponível.

Depois que sua campanha for publicada, não é possível ativar ou pausar a campanha do iOS 14: você deve desativar ou excluir sua campanha.

Conclusão

São muitas informações e você pode estar se sentindo perdido. Aqui está uma pequena recapitulação:

  • Os usuários do iOS 14.3 verão em breve uma notificação em seus telefones perguntando se eles concordam em ser rastreados pelo Facebook e Instagram. Eles terão que aceitar (= consentimento expresso);
  • Como resultado, muitos provavelmente serão menos rastreados (atividade online de seus telefones);
  • O Facebook certamente coletará menos dados sobre seus usuários que estão no iPhone (isso também se refere a TikTok, Snapchat, Pinterest, etc.);
  • Se o Facebook não vê o que está acontecendo fora de seu aplicativo (outros aplicativos usados, geolocalização, comportamento de compra etc.), isso reduzirá a precisão de seus modelos preditivos e seu aprendizado de máquina ⇒ segmentação e geração de relatórios menos precisos, campanha menos eficiente otimização
  • Levará vários meses para medir o impacto dessa mudança, dependendo da velocidade de adoção do iOS 14.3;
  • Os mais afetados serão os anunciantes que realizam campanhas de instalação de aplicativos

Se você vende produtos em seu site, nada vai mudar no tráfego de seu desktop. Para seu tráfego móvel, você não terá os dados (em seu gerenciador de anúncios Facebook – você ainda terá em seu site diretamente) para as pessoas que optaram por sair.

As mudanças dos anúncios no iOS também preocuparam você? Compartilhe conosco a sua opinião!

 

Referências

https://www.foxwelldigital.com/blog/2020/12/18/facebook-advertising-and-ios14-a-guide-and-what-to-tell-clients

https://www.dropbox.com/s/j8rghtqz6muu2bx/Building-For-Privacy-Performance-Checklist-nonNDA%20%282%29.pdf?dl=0

https://business.facebook.com/business/help/331612538028890?id=428636648170202

 

Sobre o Autor

Luiz Moura
Luiz Moura

Ajudo empreendedores a terem presença online sem altos investimentos.

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.